logo-novocine-salamanca-70X100-13.06.2017

De 13 a 16 de junho, às 20h00, o Teatro Juan del Enzina acolhe a exibição de quatro filmes brasileiros dentro do festival NOVOCINE.

NOVOCINE é uma mostra de cinema brasileiro em V.O.S, organizada anualmente pela Embaixada do Brasil em Madri e a Fundação Cultural Hispano-Brasileira com os objetivos de divulgar entre o público espanhol as últimas novidades da filmografia do Brasil e de servir de lugar de encontro com os diretores e produtores brasileiros. Os filmes selecionados para o lançamento em Salamanca são:

13 de junho

Nise, o coração da loucura (2015) de Roberto Berliner. Ao voltar a trabalhar em um hospital psiquiátrico no subúrbio do Rio de Janeiro, a doutora Nise da Silveira (Gloria Pires) propõe uma nova forma de tratamento aos pacientes que sofrem de esquizofrenia, eliminando o eletrochoque e a lobotomia. Seus colegas de trabalho discordam do seu meio de tratamento e a isolam, restando a ela assumir o abandonado Setor de Terapia Ocupacional, onde dá início a uma nova forma de lidar com os pacientes, através do amor e da arte.

14 de junho

Irmã Dulce (2015) de Vicente Amorim. Trata-se do fiel retrato da vida de uma mulher que, conhecida como “Anjo Bom da Bahia”, indicada ao Nobel e beatificada pela Igresia, nunca prestou atenção a títulos nem reconhecimentos. A história de uma mulher cujo único objetivo era confortar os necessitados, cuidar dos doentes e amparar aos mais desfavorecidos com a ajuda de quem quisesse e a qualquer preço. Era capaz de atravessar Salvador de Bahia de madrugada para ajudar a um menino de rua ou pedir dinheiro a um político em pleno comício. Irmã Dulce teve que enfrentar não só preconceitos, machismo e os dogmas, mas também uma doença respiratória incurável. Superou todos os obstáculos com obstinação, alegria, amor e fé e construiu uma obra que atualmente continua crescendo, assim como a devoção e a admiração por ela.

15 de junho

O vendedor de passados (2015) de Lula Buarque De Hollanda. Vicente, que mantém a forte convicção de que o passado é tudo aquilo que se lembra, imagina que lembra e finge lembrar, trabalha criando novos passados por encomenda através de documentos, fotos e vídeos. Sua vida dá uma virada quando uma bela e misteriosa mulher aparece no seu escritório para pedir um novo passado para si sem dar-lhe nenhum dado da sua vida pessoal e estabelecendo como única condição que nesse passado tenha cometido um crime. Um difícil desafio para Vicente, que nunca amou ninguém e que decide inventar Clara, uma mulher de quem poderia se apaixonar.

16 de junho

Jonas (2015) de Lô Politi. Com 20 anos Jonas tem uma vida vazia e sem interesse. Desde sua infância, está apaixonado por Branca, a filha da patroa da sua mãe. Nas vésperas do carnaval um acidente faz com que a sequestre e a esconde dentro da Baleia, o carro alegórico da escola de samba di bairro. Durante a semana dos desfiles, surge uma história de amor impossível entre os dois dentro da Baleia. Fora dela, o drama de Jonas se intensifica a medida que os dias passam e a procura pela menina por parte das autoridades está cada vez mais perto dele. Sabe que mais cedo ou mais tarde, terá que lidar com as consequências do sequestro.

A mostra de cinema, realizada em Salamanca em colaboração com o Centro de Estudos Brasileiros e o Serviço de Atividades Culturais da USAL, é gratuita e aberta ao público até completar a lotação.

Tagged with:
 

Plaza de San Benito, 1 37002 Salamanca T +34 923 294 825 F +34 923 294 587