Maquetación 1

15 – 16.10.2014

O Centro de Estudos Brasileiros acolherá nos próximos 15 e 16 de octubre, a partir das 18h00, o XVII Encontro de Poetas Ibero-americanos, organizado pela Fundação Salamanca Cidade de Cultura e Saberes.

A entrada é livre até completar a lotação.

Programação:

Data: 15/10/2014

Antonio Colinas e A. P. Alencart apresentam Rasteiro y Arcanjo.

Apresentação dos livros bilíngues “Salamanca o la Memoria del Minotauro” (poemas de João Rasteiro, Palimage, Coimbra, 2014), e “Píldoras para el Silencio” (aforismos de Clauder Arcanjo, Sarau das Letras Editora / Trilce, Natal, 2004), ambos traduzidos por Alfredo Pérez Alencart, poeta e professor da USAL.

Clauder Arcanjo (Santana do Acaraú, Ceará, Brasil, 1963). Poeta, narrador, cronista e crítico literario.  Em 2003, recebeu a menção honrosa do Prêmio de Poesia Luís Carlos Guimarães. Entre seus livros publicados estão: Licânia (Contos, 2007); Lápis nas veias (Mini-contos, 2009); Novenário de espinhos (Poesia, 2011). Uma garça no asfalto (Crônicas, 2014) e Pílulas para o Silêncio (Píldoras para el Silencio, Aforismos, edição bilíngue traducida por A. P. Alencart, 2014).

João Rasteiro (Coimbra, 1965), poeta e ensaísta. Licenciado em Estudos Portugueses e Lusófonos pela Universidade de Coimbra. Tem poemas publicados em revistas e antologias de Portugal, Brasil, Moçambique, Itália, Espanha, Finlândia, República Tcheca, Colômbia, México e Chile, com poemas traduzidos ao inglês, francês, espanhol, italiano, tcheco e japonês. Entre seus prêmios e reconhecimentos estão: “Segnalazione di Merito” do Concurso Internacional Publio Virgilio Marone (Itália, 2003), e o Prêmio Manuel António Pina (2010). Em 2012, foi um dos 20 finalistas do Prêmio Literário Portugal Telecom. Publicou os seguintes livros: A Respiração das Vértebras (2001); No Centro do Arco (2003); Os Cílios Maternos (2005); O Búzio de Istambul (2008); Pedro e Inês ou As madrugadas esculpidas (2009); Diacrítico (2010); A Divina Pestilência (2011); Tríptico da Súplica (Brasil, 2011); Elegias (2011) e Pequena Antologia da Encenação – 2001/2013: Poemas em ponto de osso (edição bilíngue, Espanha, 2014).

Fecha: 16/10/2014

Lectura en Casa (Spíndola, Barroca y Correia de Melo). Apresentação do poemário “Vou pelo Rio Tormes” (poemas de Alice Spíndola, Kels, Brasil, 2014), e leitura bilíngue de textos de Spíndola, Marcia Barroca e Paulo de Tarso Correia de Melo apresentam Alfredo Pérez Alencart, poeta e professor da USAL y Fernando Gil Villa poeta e professora da USAL 

Alice Spíndola (Ponte Nova, Minas Gerais, Brasil, 1940). Licenciada em Letras Anglo-Germânicas pela Universidade Católica de Goiás, poeta, contista e ensaísta, radicada em Goiás desde 1951, de onde vem escrevendo uma obra pela qual recebeu o Prêmio Nacional Jorge Fernandes (Rio de Janeiro), o Prêmio Auta de Souza (Rio Grande do Norte) e o Prêmio Internacional de Literatura Brasil – América Hispânica (Belo Horizonte), por citar alguns.  Entre seus livros publicados estão: Fio do laberinto (1996); A chave do Vidro (2001); O Loire – poema fluvial da França (2006); O Araguaia, rio e alma de Goiás (2008), Cincuenta poemas escolhidos pelo autor  (2009, antologia); Asa da Espiritualidade – Obras de António Salvado (2010, Impressões de Leitura) y Versek  / Poemas (2011, em hungaro e português). Versos seus apareceram em antologias brasileiras e em outras editadas na  França, Espanha, Cuba, Alemanha, Holanda, Canadá e Portugal.

Paulo de Tarso Correia de Melo (Natal, Rio Grande do Norte, Brasil, 1944). Poeta e pedagogo. Professor da Universidade Federal de Rio Grande do Norte, Membro da Academia de Letras e Presidente do Conselho Estatal de Cultura do Estado. Entre seus 16 livros de poesia destacam, entre outros,: Talhe Rupestre (1993), Moedas Antigas (2001), Rio dos Homens (2002), O Sobrado das Palavras (2005), Auto de Natal (2007), Sabor de Amar (2010), Livro de Linhages (2011), Misto Códice/Códice Mestizo (2012, traduzido por A. P. Alencart).

Marcia Barroca (Leopoldina, Minas Gerais, Brasil, 1951) é uma excelente poeta brasileira que vive no Rio de Janeiro há sete anos. Ela é licenciada em literatura, com predileção pelas letras brasileiras, portuguesas, norte-americanas e inglesas. Publicou três poemários: “Marés e Semeaduras” (2006); “Desclausura – o verniz da unha na boca” (2009) e Poemas nus (2013). Também a antologia “50 poemas escolhidos pelo autor” (2010). Em 2012, participou no XV Encontro de Poetas Ibero-americanos em homenagem a Miguel de Unamuno.

Texto: Prof. Dr. A. P. Alencart.

As duas sessões se realizarão no Salão de Atos do Centro de Estudos Brasileiros.

Tagged with:
 

Plaza de San Benito, 1 37002 Salamanca T +34 923 294 825 F +34 923 294 587